.

.

11/07/11

Camel - Harbour Of Tears (1996)



Aperte o cinto para outra viagem com Camel. Desta vez é a imigração irlandesa para a América, um companheiro de viagem adequado para Dust and Dreams ou Nude. O Celtic overtones são em grande parte dispensada pela segunda faixa, eo que emerge é um álbum conceitual finamente concebido cheia de ricos, os arranjos de guitarra saturada e leva que cortam a música ambiente como um farol. Mais do que poeira e Dreams, Harbour of Tears parece que foi destinado para o palco. Os instrumentais são pontes, muitas vezes simples para a próxima fase da narrativa, a música é simplificado (mesmo com cordas e ventos) para avançar uma progressão linear em mente do ouvinte. Se alguns isso parece familiar, lembre-se que Camel foram provável que refazer a pegada ocasionais familiares durante 20 anos de viagens (por exemplo, "Eyes of Ireland" tem sido ouvido antes). Durante o intervalo, Andrew Latimer tornou-se um mágico notável de som e imagens conjoined, o caminho em que ele usa sons diferentes para sugerir cenas e ação é a música imagética, no melhor sentido da palavra. O resto do elenco é igualmente realizado, com base na estimáveis ​​habilidades de Mae McKenna, Simmonds Mickey, Susan Hoover letrista, e outros para criar uma apresentação encorpado. Harbour of Tears não é um conto triste, ele é simplesmente agridoce, e às vezes heróica. Camel têm o cuidado de andar um equilíbrio entre a esperança e sofrimento, para transmitir a silenciosa (se estéril) a beleza da Irlanda contra a realidade grosseira da vida de imigrantes na América. Novamente, é uma maravilha que a banda continuar a investir tanta habilidade e visão em sua música, neste momento final de sua jornada, mas essa é a vantagem de escolher seu próprio caminho. Extraindo faixas individuais é antitético ao projeto Harbour. O disco deve ser ouvido na íntegra, pelos fãs Camel antigos e novos. E se você está vacilando entre este e poeira, o sonho de outro dia e comprar Harbour of Tears primeiro. Basta estar atento à última faixa, como Camel tomar o seu tempo dando adeus. ~ Dave Connolly, All Music Guide



Harbour Of Tears

Andrew Latimer / guitars, flutes, keyboards, penny whistles, vocals 
Colin Bass / bass guitar, vocals 
Mickey Simmonds / keyboards 
David Paton / bass, vocals 
Mae Mckenna / capella vocal 
John Xepoleas / drums 
Neil Panton / oboe, soprano saxophone, harmonium
John Burton / French horn 
Barry Phillips / cello 
Karen Bentley / violin 
Anita Stoneham / violin

Irish air instrumental

1. Irish Air (0:57)
2. Irish Air (instrumental Reprise) (1:57)
3. Harbour Of Tears (3:13)
4. Cobh (0:51)
5. Send Home The Slates (4:23)
6. Under The Moon (1:16)
7. Watching The Bobbins (7:14)
8. Generations (1:02)
9. Eyes Of Ireland (3:09)
10. Running From Paradise (5:21)
11. End Of The Day (2:29)
12. Coming Of Age (7:22)
13. The Hour Candle (A Song For My Father) (23:00)

Watching The Bobbins

FLAC:  megaupload
mp3: rapidshare

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *