.

.

05/12/11

Agitation Free - At The Cliffs Of River Rhine (1974)


Through the moods





Michael Günther, apelidado de "Fame", foi o membro fundador do Agitation Free  juntamente com Heinz Lau. Historicamente a banda participou e é considerada como embrionária do até então desconhecido krautrock, e esteve profundamente envolvido em sua formação. Günther comentou:" É sempre complicado lidar com categorizações. Primeiramente, vimos-nos como uma banda de rock, como rock psicodélico. Nós nunca nos autodenominamos, krautrock". Há uma boa explicação na França, "musique planante", que significa "música das esferas". Talvez seja apenas rock experimental ".

Essas bandas manifestavam uma reação ao vácuo cultural na Alemanha pós-Segunda Guerra Mundial e de forma geral rejeitavam a cultura Anglo-Americana em favor de uma definição própria, mais radical e experimental, do que seria a nova cultura alemã. Krautrock é uma mistura eclética de música pós- psicodélica com rock progressivo underground e ainda com idéias de música experimental contemporânea, de música clássica, e dos novos rumos experimentais que surgiram no jazz durante os anos 1960 e 1970. Afastando-se dos padrões estruturais de canções e melodias do rock muito comum nos Estados Unidos e Grã-Bretanha. 


"Em Meados de 1968 nós descobrimos Pink Floyd, que às vezes podia ser visto em Berlim, no "Beautiful Baloon", (um clube na Platz Lehniner em Kurfürstendamm, e hoje em dia é o local do teatro Schaubühne), e começamos a usar alguns de seus temas como tópicos para a base de improvisação da banda."

The Zodiac Free Arts Lab , às vezes conhecido como o "Zodiak Club", teve uma vida curta, mas muito influente na música experimental ao vivo, fundada na então Berlim Ocidental no fim de 1967 pelos artistas e músicos Conrad Schnitzler (B. Düsseldorf, 1937) e Hans-Joachim Roedelius (b. Berlin , 1934), juntamente com Boris Schaak .

O Zodiak Free Arts Lab estava situado em uma grande área atrás do palco alugada dentro de um edifício em Hallesches Ufer, ao longo da margem norte do Landwehrkanal no Kreuzberg distrito da cidade, perto da esquina da Großbeerenstraße. O principal objetivo deste edifício de 1962 até 1981 foi como a primeira casa da Schaubühne, uma companhia de teatro com integrantes politicamente inspirados e motivados. Assim, a Zodiak não poderia estar aberta até tarde da noite após o teatro ter sidoa fechado, de modo que as performances teatrais não poderiam ser abafadas pelos ruídos diurnos.

O Zodiak em si foi sub-dividido em duas áreas de atuação principal, um dos quais foi pintado completamente branco e outro completamente preto, e foi preenchido com todos os tipos de instrumentos, amplificadores e alto-falantes que as pessoas poderiam "mais ou menos" fazer o que quisessem. Aqui, os músicos puderam experimentar o free jazz, rock psicodélico e avant-garde em uma grande profusão de estilos. Formas convencionais de música eram malvistas: uma frase frequentemente usada para descrever o espírito da época era que "as músicas foram consideradas burguesas."Entre os muitos artistas e bandas que passaram pela Zodiak em seus primeiros dias foram "Ash Ra Tempel", Geräusche (Noises), Plus / Minus Curve, Curly, Per Sonore , Human Being, Agitation Free, Klaus Schulze além do "Tangerine Dream" . Apesar de não ter muito atingindo o status de ser "banda da casa", O Tangerine Dream, certamente tocou lá com freqüência durante um período de três meses, às vezes por cinco ou seis horas a cada noite e por pouco ou nenhum pagante. 

Plakat para Inis ReiseMichael Günther: "O 1º "Festival Pop Alemão Progressivo", ("1º Progressistas Deutsches Popfestival"), foi realizado no histórico de Berlim Sportpalast em 12 de abril de 1970, e tinha nomes de peso como o Tangerine Dream, Amon Duul e Guru Guru. A coisa mais importante do festival para a banda foi para conhecer os membros da banda Guru Guru . Isto teve aspectos bons e ruins. O guitarrista do Guru, Jim Kennedy (um americano), tinha adoecido seriamente e teve que retornar para os Estados Unidos. Um substituto era necessário, e assim o nosso Axel pulou pra dentro do Tour com Guru Guru e provou ser tão positivo para ele ficou com a banda de forma permanente. Ok, legal, Axel Genrich tocando foi um grande guitarrista e ele merecia esta sorte. O baterista Christopher Franke saiu para tocar com Tangerine Dreams.

Em meados de setembro 1971, Klaus Schulze , que nos pediu para se juntar a nós, veio para um ensaio e trouxe alguém junto com ele: Burghard Rausch. Burghard tocava bateria, ele foi inicialmente um pouco reservado, mas Schulze conseguiu fazê-lo, bem como a todos se sentir em casa. Após tocando juntos, ficamos muito impressionados com Burkhardt, e agora o line-up finalmente estava completo e que se tornaria famoso como "Agitation Free" - Além de nós, Jörg "Joshi" Schwenke (guitarra), Burghard Rausch (bateria) e Michael Hoenig (teclado).

Produzimos uma demo e enviamos para o Music Factory, uma etiqueta da empresa Schott Music Publishing. A resposta foi positiva, e eles convidaram-nos para irmos a Mainz tocar em um concerto no dia 25 de fevereiro de 1972, no castelo de Kurfürstlichen , para saber como nós soaríamos ao vivo (uma gama razoável de concertos também fazia parte do acordo). As pessoas e alguns executivos de sua empresa de distribuição ficaram bastante impressionado, e então decidiram fazer um disco com a gente.

Em seguida, assinamos um contrato de gravação (mais precisamente, vários), sobre a qual quanto menos se disser, melhor. A única coisa boa sobre tudo isso foi uma taxa de royalty relativamente alta (ou assim parecia naquela época) que cabia aos artistas. Mas não tínhamos a menor ideia sobre o negócio da música, e tivemos totalmente desarticulado nosso potencial comercial. Em todo caso, fomos simplesmente felizes de termos um contrato de gravação, e não percebemos que a nossa alegria iria se transformar em raiva nos anos seguintes."

A banda agora tinha o ingresso de Em abril de 1972 a banda entrou em plena atividade, e a convite do "Goethe-Institut" principiaram uma extensa turnê abrangendo o Egito, Líbano, Chipre e Grécia. Muitas impressões desta viagem refletiram-se no primeiro álbum "Malesch", tecido de uma mescla fascinante de sons estrangeiros extraídos de gravações originais da viagem ao Oriente Médio com o seu krautrock experimental .

Atividades extensivas promoveram à banda em toda a Europa a possibilidade de aumentar progressivamente sua popularidade. Assim, o grupo reuniu-se no verão de 1972, no programa cultural dos Jogos Olímpicos em Munique, e viajou por dois meses no início de 1973 pela França, e em maio, no "Super Deutsch Rock Concer" em Frankfurt, logo após a banda interrompe o ciclo de viagens e volta ao estúdio quando produz seu segundo álbum denominado "2nd (1973). Dai por diante percorreu cidades alemãs, começando com o show de Colônia, sendo tudo transmitido ao vivo pelas estações de rádio SFB e WDR, ao longo de seus concertos. Na sequência o tecladista Michael Hoenig, sai da banda a convite do "Tangerine Dream". A banda excursionou com desfalque de elenco até novembro de 1974.

Progressivo em alto nível, "At The Cliffs Of River Rhine (1974) é um álbum ao vivo da banda que registra o concerto de 2 Fevereiro 1974 em Colônia, no âmbito da WDR quando foi gravado no programa de rádio "Night Music". O álbum é caracterizada pelo estilo de improvisação peculiar do "Agitation Free", com influências psicodélicas e jazzy. Tanto Gusti Lutjens como Lutz Ulbrich atuam como guitarristas. São quatro peças do álbum "2", e uma inédita, "Through The Moods", constando apenas neste álbum, que foi produzido somente em 1998 através do rótulo "Garden of Delights". A qualidade do som é excelente, porque é uma gravação original da WDR. Sendo o único lançamento oficial ao vivo da banda. 

Aclamado por toda crítica, este é mais um tesouro, outra pérola submersa nas profundezas do universo progressivo, que salvo em raras oportunidades e ainda assim de uma minoria de aficionados, emerge e brilha com todo o potencial de sua magnitude sonora. Com certeza... Boa audição!



 In The Silence Of The Morning Sunrise

Members:

  • GustI Lütjens / guitar
  • Lutz 'Lüül' Ulbrich / guitar
  • Michael 'Fame' Günther / bass
  • Michael Hoenig / keyboards
  • Burghard Rausch / drums


Track List


  1. Through The Moods
  2. First Communication
  3. Dialogue and Random
  4. Laila
  5. In The Silence Of The Morning Sunrise



 Dialogue and Random / Laila



FLAC

filesonic (442.28 MB)
turbobit.net (442.28 MB)
letitbit.net (442.28 MB)
fileserve (292.57 MB) + covers fileserve (145.37 MB)
Mp3
letitbit (94.21 MB)
mediafire (82.17 MB)
filesonic (87.38 MB)
fileserve (87.38 MB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *