.

.

08/11/12

Dark Side, competente tributo ao Pink Floyd




“Fazer esse espetáculo é fomentar um sonho de criança...

... Sempre ouvi "Pink Floyd" e sonhava em poder tocar aquele som um dia”. O depoimento é de Júlio Falcão, um dos integrantes da banda Dark Side, que surgiu com a proposta de resgatar o trabalho de vanguarda desenvolvido pelo grupo britânico nos anos 70. Em um show intitulado “Tributo a "Pink Floyd": uma homenagem ao rock”, a banda se apresenta nesta quinta-feira (8), às 20h, no teatro João Paulo II do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste).

Composta por Júlio Falcão (vocal e baixo), Henrique Marliére (guitarra e violão), Átila Carvalho (bateria) e Rodrigo de Paula (teclado), a banda irá reviver no palco grandes clássicos do grupo de rock inglês que ainda hoje é referência no segmento para milhares de pessoas ao redor do mundo. 

O último espetáculo da banda na região ocorreu em maio deste ano, em Ipatinga. Em um show que envolvia projeção, iluminação especial e muita música, mais de 700 pessoas puderam relembrar canções que fizeram história no cenário do rock mundial. “Sentimos um carinho enorme do nosso público e isso nos motivou a fazer esse novo show. É uma forma de dar um ‘bis’ a quem já assistiu e matar a curiosidade dos que perderam”, comentou Júlio Falcão.

O vocalista explica ainda que o conceito dessa nova apresentação é parte da ideia de fazer um show mais intimista e em um ambiente menor, mas muito aconchegante. “Reformulamos as projeções visuais e colocamos a luz do espetáculo com uma direção mais efetiva. Iremos aproveitar essa oportunidade para realizar também a captação de imagens e de áudio do espetáculo”, adiantou.

O repertório
Apresentando ao público um repertório diversificado e executado em excelência, Júlio Falcão conta que o processo de seleção das músicas foi natural e democrático, em que cada integrante sugeriu o que mais curtia, adicionando e analisando uma música ou outra que gostariam de tocar. “A fórmula para se fazer isso mais tranquilamente é sermos generosos entre todos da banda, aceitando as opiniões de cada um e agregando-as ao trabalho. Posso dizer que cada um da banda tem uma música especial que faz questão de tocar sempre. Mesclamos algumas do álbum “The Wall” e pegamos o essencial da coletânea “Pulse”. Acreditamos ter montado algo bem sólido e um resumo enxuto com aquelas canções que marcaram cada fase da banda”, contou o vocalista.


Wish You Werer Here

A banda Dark Side promete impressionar o público presente. “Tenho certeza de que quem for ao show vai ser surpreendido por canções memoráveis e que serão executadas de uma forma bem particular, obviamente sem fugir ao brilhantismo original. Acho que todo mundo vai ficar com vontade de assistir ao show de novo”, brinca Átila Carvalho, baterista.

O interesse pela banda

O tecladista conta que conheceu a banda "Pink Floyd" por meio do álbum “The Wall”, mas se apaixonou definitivamente pelo trabalho do grupo quando ouviu o disco “Dark Side of The Moon”. “A sonoridade complexa misturada a arranjos simples me atraíram para o mundo do rock progressivo. Além do mais, um dos maiores responsáveis por minha opção pelas teclas é o tecladista e compositor Richard Wright”, contou Rodrigo de Paula.

A experiência do vocalista foi um pouco diferente. “Eu tinha uma fita VHS gravada em E.P em qualidade não muito boa, por ter seis horas de duração. Essa fita tinha o filme ‘The Wall’, depois o show ‘The Wall Live Berlim’, depois o ‘Pulse’. Eu desafio quem tenha visto esses três juntos mais vezes que eu. Assistia todo dia, sem faltar um. Foi o primeiro contato que tive com a música que eu julgo ser de qualidade. Aquilo era fantástico. Mais tarde me tornei músico profissional e senti essa vontade de fazer um trabalho que tecesse uma forma singela de homenagem aos meus ídolos e me realizasse pessoalmente”, relembrou Falcão.

Planos futuros

Para Henrique Marliére, o projeto ainda está engatinhando, mas a ideia é que o trabalho alce voos mais altos. “A princípio queremos levantar um material que dê consistência ao projeto, dando credibilidade ao nosso trabalho e criando interesses em outros contratantes. Por isso vamos registrar esse show em vídeo, para que nosso espetáculo possa ser levado às cidades e eventos externos, inclusive para outros estados do país”, comenta o guitarrista.

Com essa nova apresentação a banda espera atingir um número ainda maior de admiradores, que funcionam como multiplicadores naturais da divulgação do trabalho. “Vamos registrar o evento e com esse material buscar novos mercados, dentro e fora de Minas, e parcerias mais consistentes”, completa Falcão.

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre o trabalho da banda Dark Side pode acessar aos vídeos no canal www.youtube.com/darksideconcert. Outras informações também podem ser obtidas por meio do canal oficial no facebook: www.facebook.com/darksideoficial.


A banda homenageada

"Pink Floyd", banda britânica formada em Cambridge, Inglaterra, em 1965, que influenciou gerações com sua música psicodélica e progressiva. Formadora de opinião, seu trabalho foi marcado pelo uso de letras filosóficas, experimentações musicais, capas de álbuns inovativas e shows elaborados. O "Pink Floyd" é um dos grupos de rock mais importantes e comercialmente bem-sucedidos da história, tendo vendido mais de 200 milhões de álbuns ao redor do mundo. A banda foi induzida ao Hall da Fama do Rock and Roll em 1996.



Dark Side
Tributo a "Pink Floyd": uma homenagem ao rock
Data: 08/11/2012
Local: Teatro João Paulo II, Unileste, campus Coronel Fabriciano
Horário: 20h. - Os ingressos são limitados à capacidade do teatro (350 lugares) e estão sendo vendidos a preço único e promocional de R$15, na Loja Allê, no Centro de Coronel Fabriciano.




Comfortably Numb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *