.

.

19/07/13

Alquin - Marks (1972) 2009 - Esoteric Remasters





I Wish I Could

O grupo holandês de rock progressivo "Alquin", já em sua estréia produziu um clássico. Lançado em 1972, "Marks" é um dos melhores álbuns prog da Holanda. A formação original consistia de Ferdinand Bakker (guitarra, piano, violino e vocal), Dick Franssen (órgão e piano Wurlitzer), Hein Mars (baixo), Ronald Ottenhoff (saxofone e flauta), Job Tarenskeen (vocal, saxofone, percussão e percussão) e Paul Weststrate (percussão). Teve suas raízes em 69 na universidade Delft, Holanda, onde todos membros da banda estudaram. 

Inicialmente o grupo se chamou Threshold Fear, começou com covers do "Pink Floyd" e do "Roxy Music", e com esse nome também foi lançado seu primeiro single em 1971Ao final do ano, adotaram "Alquin" (inspirado na história medieval, Santo Alcuíno de York) como nome definitivo da banda. Após um período excursionando pela Inglaterra, Alemanha e França, obtiveram a oportunidade de um contrato de gravação com a Polydor.  "Marks" foi produzido por Hans van Oosterhout (Supersister).

O álbum obteve um sucesso tão expressivo que recebeu na Holanda o prêmio "Trendsetter of the Year" (considerados criadores de tendências). Performances no The Cavern Club - Liverpool, e no Marquee Club de Londres, Tours na Alemanha, Inglaterra (com Golden Earring ), e França (abrindo para o "The Who"), os fizeram avançar para o mercado internacional.

Em seu desenvolvimento elementos de rock, clássica e jazz. A banda faz pouco uso de reverbs e ecos, composto de um estilo de guitarra melódica, desenvolvimentos de órgão Hammond, piano, sintetizador, seções rítmicas de jazz, e ainda agradáveis solos de sax e flauta, o que dá a sua música semelhança à cena de Canterbury. Ao meu ver além da admiração e inspiração do grupo pelo "Pink Floyd", visto através de temas sinfônico espaciais com algumas passagens psicodélicas, (I Wish I Could, por exemplo), sua sonoridade os aproxima do também holandês Finch, (excelente progressivo instrumental), com o clássico som do Caravan, um dos principais representantes de Canterbury. A complexidade e variedade de seus temas o caracterizam essencialmente um excelente exemplo do Eclectic Prog Rock de alto nível. Boa audição!


Soft Royce

Alquin
Marks (1972) 2009
(Esoteric Recordings ECLEC2144)


Songs / Tracks Listing:

1. Oriental Journey (4:23)
2. The Least You Could Do Is Send Me Some Flowers (2:26)
3. Soft Royce (6:57)
4. Mr. Barnum's Junior's Magnificent and Fabulous City (5:36)
5. I Wish I Could (11:47)
6. You Always Can Change (3:05)
7. Marc's Occasional Showers (3:24)
8. Catherine's Wig (2:38)
- Bonus track:
9. Hard Royce (2:40)


Line-up / Musicians:

Hein Mars / bass, vocals
Paul Weststrate / drums, vocals
Dick Franssen / organ, piano, E-piano
Ronald Ottenhoff / saxophone, flute
Job Tarenskeen / vocals, saxophone, percussion
Ferdinand Bakker / guitar, piano, violin, ARP-synthesizer, vocals



Oriental Journey

Mp3 - 320 Kbps - 48 kHz
mediafire (121,57 MB)
FLAC
mediafire.pt1 - (180,93 MB)
mediafire.pt2 - (86,94 MB)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *