.

.

01/03/13

Richard Wright - Broken China (1996) 2006 DTS 5.1



Night of a Thousand Furry Toys

"Broken China" é o álbum que pode ser considerado a obra-prima de Wright, digo, seu trabalho anterior ainda em 1978, é o meu preferido em razão da familiaridade da obra com o próprio "Pink Floyd" e com a qual melhor me identifico, e visto pelas divergentes opiniões em respeito do álbum em questão, de certo muita gente irá discordar da minha colocação inicial. Entretanto ouvindo este trabalho sem se preocupar em fazer comparações, considerando seu teor em experimentalismo e criatividade, a obra transcende seu tempo e sem dúvida "Richard Wright" com toda a genialidade que lhe compete, sempre esteve além do seu tempo. Wright explora a polirritmia africana juntamente com o new age e música clássica, criando texturas instrumentais, numa série brilhante de paisagens sonoras com o que parece divertir-se em constantes mudanças de humor. Numa primeira audição em alguns momentos pode nos remeter ao "A Momentary Lapse Of Reason", porém, prestando atenção ao seu conjunto é de se notar que "Broken China" tem um colorido superior e mais profundo, talvez por que a esposa de "Wright" estivesse passando por uma crise de depressão clínica profunda durante o período de criação do álbum, e isso o tenha motivado a buscar toda a harmonia e equilíbrio dentro dele, e permitindo-se envolver, você é capaz de ouvir as 16 faixas do álbum sem perceber o passar do tempo. A participação de "Sinead O’Connor" nos vocais principais de "Reaching for the Rail" e "Breakthrough" acrescentam um brilho inusitado ao trabalho que conta com a execução extremamente competente do guitarrista "Tim Renwick". Algumas canções como "Blue Room in Venice" parecem ter saído de uma ópera enquanto outras faixas – mais instrumentais – como a incrível "Night Of A Thousand Furry Toys" você imagina um cenário noturno, percorrendo passagens desconhecidas como num filmr noir, sutil irônico. As letras em "Hidden Fear" falam sobre solidão, tristeza, depressão e outros temas universais, mas também de se libertar e assim se encontra a beleza da luz que brilha do escuro. Existem várias referências ao experimentalismo de "The Dark side Of The Moon" e "Wish You Were Here", mas "Anthony Moore" – arranjos – trabalhou voltado para um álbum instrumental que descrevesse os estados de depressão, ao que "Richard Wright" conta em entrevista que as canções vieram naturalmente pois as músicas pediam letras. Na mesma entrevista "Wright" diz que "Sinead" devia apenas sussurrar as canções ao microfone – e foi o que ela fez, com maestria – o impacto de ouvir "Breakthrough" com "Sinead O’Connor" suspirando as palavras é o mesmo de uma brisa fresca sem fim num dia de verão. Storm Thorgerson  é o designer também de Broken China. Em suma, "Richard Wright" realizou um trabalho belíssimo neste álbum, e a EMI francesa, mais do que merecidamente, premia  os fãs com esta edição Surround 5.1, ao nível das edições da série Immersion do "Pink Floyd". Certamente não são todos que optam por um arquivo nestas dimensões, mas a qualidade do som proporciona uma experiência incrível, impressionante. Boa audição!


Reaching for the Rail




Richard Wright

Album: Broken China - 1996
Release: EMI France, 2006
5.1 Surround DTS WAV


Sweet July



Tracklist:

01. Breaking Water (Wright, Anthony Moore) (03:09)
02. Night of a Thousand Furry Toys (Wright, Moore) (08:33)
03. Hidden Fear (Wright, Gerry Gordon) (03:54)
04. Runaway (Moore) (19:17)
05. Unfair Ground (Wright) (02:22)
06. Satellite (Wright) (04:07)
07. Woman of Custom (Moore) (03:45)
08. Interlude (Wright) (01:17)
09. Black Cloud (Wright) (03:20)
10. Far from the Harbour Wall (Wright, Moore) (06:09)
11. Drowning (Wright) (01:38)
12. Reaching for the Rail (Wright, Moore) (06:31)
13. Blue Room in Venice (Wright, Gordon) (02:48)
14. Sweet July (Wright) (04:13)
15. Along the Shoreline (Wright, Moore) (04:36)
16. Breakthrough (Wright, Moore) (04:21)


Far from the Harbour Wall 


4shared - 726,40 MB (DTS 5.1 WAV)
ou
uloz.to 761,71 MB (DTS 5.1 WAV)


 Breakthrough

A propósito, não é qualquer player que consegue ler este tipo de arquivo, por isso, apenas visando facilitar quem possa interessar, sugiro estes dois como opção, ambos gratuitos:

foobar2000  - este é apenas player de áudio, mas ao meu ver apesar de sua aparência bem simples, possui a melhor qualidade em reprodução que eu já vi.

VLC - este player reproduz qualquer tipo de mídia, tanto em áudio quanto em vídeo.

Os links são do site baixaki, eu em particular prefiro, porque nunca tive problemas com vírus ou coisas do gênero.

3 comentários:

  1. Very interesting....
    Muchas graçias ...
    Besitos!

    ResponderExcluir
  2. Poderia se chamar Pink Floyd Broken China 1996.

    ResponderExcluir
  3. Excelete comentario sobre esse classico do rock progressivo.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *