.

.

07/06/11

Eric Clapton Royal Albert Hall 2011


O histórico guitarrista retorna ao Salão Real. Nove noites de concertos no Hall para apresentar o seu 19 º álbum solo - chamado simplesmente de "Clapton" - Eric Clapton se reuniu com o ex- Blind Faith companheiro Steve Winwood para proporcionar momentos especiais. Sem dúvidas, foi um encontro interessante para os amantes do rock.  
Para este álbum Clapton criou uma coleção que aborda tudo, desde centenárias bandas de música tradicional conhecida country-blues-slow, num que país pouco conhecia para o rock'n roll, aos seus maiores sucessos originais.   o resultado é ao mesmo tempo descontraído e revelador, e diferente de qualquer coisa que o guitarrista fez em sua carreira até agora. 
*Centenas de fãs de todas as idades foram à loucura com as interpretações de rock e blues, ao encargo de Eric Clapton e Steve Winwood  no Royal Albert Hall, última quarta-feira.
As sete horas na fila de entrada foram longas e cheia de povo animado e bem-vestido, metade dos quais estavam trazendo salgadinhos e bebidas para lanche, uma vez que iriam entrar em definitivo. Nenhuma empresa de ticket-sellers do mundo havia conseguido reservas de lugar.
Em local tão espetacular depois do sucesso das mostras precedentes, não foi fácil manter-se com as elevadas expectativas do público. Mas isso não parece ser um problema. 
*Eis que finalmente subem ao palco, t-shirt preta com um colar verde, sapatos vermelhos e cabelo bagunçado para Eric e camisa branca e calça jeans larga para um Steve mais sóbrio. "Te amo Eric", gritou uma mulher enquanto a atmosfera permitiu ouví-la e a luz redonda apontou o palco.
Winwood e Clapton mudaram várias vezes de instrumentos durante o show - era impossível adivinhar qual foi o melhor desempenho dos dois - e, eventualmente, comentaram algumas peças para o público. O resultado foi muito divertido. 
*Você podia sentir o acordo perfeito entre a banda, composta por um elenco de estrelas musicais incluindo o lendário JJ Cale, Steve Gadd (bateria), Willie (baixo) e um impressionante Chris Stainton nos teclados. Como vocalistas de apoio, Michelle John e Sharon Branco acompanharam desde o início com a poderosas notas altas e dança agradável. 
Entre as canções mais apreciadas, Vodoo Chile, Hooche Cooche Man, Geórgia - excelentemente interpretada por Winwood ao piano - e Pearly Queen. A sala levantou-se quando ouviram Gimme Some Lovin 'e um momento de agitação espalhou juntamente com uma das últimas músicas, Cocaíne, em que Steve proporcionou-nos um solo maravilhoso. Cabe menção à “Still Got The Blues” em homenagem a Gary Moore. Momento sublime e surpreendente. Um concerto com ares de magia, por um dos maiores gênios do instrumento.  




Chris Stainton (keyboards)
Tim Carmon (keyboards)
Willie Weeks (bass)
Steve Gadd (drums)
Sharon White (backing vocals)
Michelle John (backing vocals) 
Musics: 
01. Key To The Highway
02. Tell The Truth
03. Hoochie Coochie Man
04. Old Love
05. Tearing Us Apart
06. Driftin'
07. Nobody Knows You When You're Down And Out
08. Still Got The Blues
09. I Got The Same Old Blues
10. When Somebody Thinks You're Wonderful
11. Layla
12. Badge13. Wonderful Tonight
14. Before You Accuse Me
15. Little Queen Of Spades
16. Cocaine
17. Crossroads


261 MB (2 partes)
320 kbps


bootlegs jay.blogspot.com / 2011


 *By About the Hall - (www. royalalberthall .com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *