.

.

26/11/11

Discipline - Unfolded like Staircase (1997)




Cruthes

Quando se trata de uma banda que só gravou dois álbuns, ambos excelentes, sendo um considerado uma obra-prima, o que me vêm a cabeça é considerar que o outro seria a obra prima de muitas outras bandas e é só ofuscado neste caso porque "Unfolded Como Staircase" é genial. O que o define é ser composto por quatro peças, totalizando 55 minutos o que hoje em dia não é tão incomum (nem o foi nos anos 70), mas dentro do período de 97, as bandas de "Neo", incluíam quando muito uma faixa épica. Por essa razão, e o estilo próprio de sua música, o álbum demonstra que "Discipline", não era realmente mais uma banda de "neo-prog", na realidade eles faziam parte do renascimento do progressivo de alto nível que começava a despontar dos anos 90 em diante.

Indispensável, "Unfolded Como Staircase", é dentro daquilo que tive oportunidade de ouvir, um dos melhores álbuns deste período. Há uma infinidade de grupos com influências das grandes bandas principalmente dos anos 70, como o inigualável Pink Floyd, além do Genesis, Yes, King Crimson, Camel, e etc..., que o foram com maior ou menor sucesso e personalidade, e muito embora não se possa deixar de considerar uma forte influência de Gabriel sobre Parmenter, principalmente no aspecto dramatúrgico, (várias trocas de roupa, maquiagem e do teor de seu diálogo com a platéia), é a primeira vez tenho ciência de que um grupo venha beber na mesma fonte da estranha e intrincada essência musical de Van Der Graaf. E eles fazem isso com uma naturalidade, qualidade e personalidade que torna esta uma obra única dentro de seu estilo nos últimos anos. Desta vez a banda sofreu a baixa de um membro do 1º álbum, o tecladista David Kroftchok e ao invés de encontrar um substituto, o multi instrumentista  Matthew Parmenter assumiu a vaga e com muita qualidade. A banda toda brilha, Kennedy voa sem esforço por linhas de um baixo extremamente complexo, Dzendzel  sempre fascina com suas combinações criativas. Jon Preston Bouda é um exímio guitarrista Agora Matthew Parmenter, suas letras e o nível em que ele as executa é um fenômeno. O homem é a encarnação do teatro lúgubre. 

Acima de tudo, "Unfolded Like Staircase" é um álbum com um trabalho de composição excepcional. As peças são longas, sem entretanto adquirir características minimalistas ou estaticidade, mas tendências e alternativas inovadoras de uma música em permanente evolução e coerência. Me parece que sua música tem todos os elementos que caracterizam Van Der Graaf dos anos 70. Da inquietude, obscuro e delirante, entrelaço de complexa dramaticidade beirando o caos, mostra-nos que a beleza pode ser e estar escondida nos lugares mais escuros ou profundos de nossa mente.

A influência reside na essência da música, tanto como vozes ou instrumentos tendo pouco ou nada a ver com qualquer aspecto do mal como algo insólito em seu conteúdo teatral; mas do controverso, implícito nos desenganos do vício interpretativo. A sina que todos têm que enfrentar na vida, a incerteza. Com constantes mudanças no sentimento, por vezes surreal, a guitarra, o sax, a bateria, nem mesmo a voz são tratados de forma semelhante, uma pluralidade de estilos e de gêneros é o núcleo criativo da banda, capaz de interpretar de uma forma magistral todo o conteúdo da obra. Quanto à música em si, é gênio prog puro. A primeira peça incorpora o lamento: "... mas como pode haver, se eventualmente  houver mais espaço lá em cima, sê-lo para mim. Aqui estou no limbo.", Já "Into the Dream" oferece o sentimento otimista," ... e se o mundo deve cair, deixe cair. Estou muito feliz e positivo como pessoa, assim sendo você pode se perguntar como eu encontro este ser atraente. A resposta é que a vida é tão boa, como a arte quando é sincera e bem trabalhada,  assim qualquer assunto pode ser apreciado." Matthew Parmenter como compositor é um excelente poeta.  Boa audição!

Canto IV



Line Up
  • Jon Preston Bouda, guitars; 
  • Mathew Kennedy, bass; 
  • Matthew Parmenter, vocals, keyboards, violin, sax, orchestra chimes; 
  • Paul Dzendzel, drums and percussion

Tracklist: 
1. Canto IV (Limbo) — 13:47
2. Crutches — 13:11
a. The Carrot
b. The Silent Mirror
c. Down the Hatch
d. Crutches
3. Into the Dream — 22:03
a. Descent
b. Chock Full O'Guts
c. Drawn and Quartered
d. Clearing e. Stealing the Key
f. Sum Music
g. Turtles All the Way Down
4. Before the Storm — 15:51
a. The Ocean
b. The Storm
c. Eden


Before the Storm

narod.ru (150,37 MB / 320 kbps)



Um comentário:

  1. ...olá!..belíssimo blog...e agradecendo a sua participação em meu blog...obrigado...e também, estou por aqui...voltarei, com mais vagar, ler e comentar seus posts...
    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *