.

.

22/10/13

Pink Floyd - Your Favorite Disguise - Uniondale (1980) Sigma 23




Happiest Days Of Our Lives


Este show ocorrido no dia 28 de fevereiro de 1980 tem sido considerado a melhor gravação da turnê "The Wall" de audiência. Pode-se afirmar que com certeza está entre os top 3. 

Tendo muito pouco a acrescentar sobre este show de Uniondale, vou abordar o trabalho de masterização da Sigma sobre este desempenho da banda que é nada menos que incrível, à nível de um lançamento oficial, ainda que um pouco mais áspero por se tratar de uma captura de platéia. Muito poucas gravações podem gabar-se deste grau de qualidade. E o motivo do post, além da excelente apresentação da banda, é compartilhar este soberbo registro, (já que o show em si para muitos, não é inédito).

Como se deu ao longo de toda turnê, "Roger Waters" uma vez mais, brilha em seu papel central bastante rico e diversificado. Desde transmitindo uma sensação muito convincente de fragilidade em "Don’t Leave Me Now", à energia do poderoso "In The Flesh", enquanto "Gilmour" vocalmente em equilíbrio perfeito, dosando força e resistência como só ele sabe fazer.

"Gilmour", porém, teve o enorme peso de ser o diretor musical, além de exercer as suas partes, assim, o fluxo de cada apresentação se baseou fortemente em suas sugestões. Com certeza este desafio apenas reflete o seu ideal em tudo, embora um mestre da improvisação na origem de espírito livre do "Pink Floyd", com o passar dos anos, mostrou-se cada vez mais determinado realizar seu trabalho com primazia impecável. "Comfortably Numb", sempre um dos destaques ao longo da turnê, exprime melhor que qualquer argumento, o que a qualidade técnica e competência criativa de "David Gilmour" é capaz de atingir.

Em 28 de fevereiro de 1980 todas as estrelas estavam alinhadas - ótimo desempenho, grande público, e talvez o mais importante para nós aqui, uma captura espetacular que, cortesia da Sigma, tornou-se então disponível. A maioria das versões mais antigas deste show são perfeitamente aceitáveis ​​devido ao fato de que a fita master foi ótima, mas "Your Favorite Disguise"  é certamente mais limpa e muito bem equilibrada. Acho que é uma questão de preferência pessoal quanto ao que é "melhor", mas a gravadora japonesa, ao meu ver, conseguiu editar a versão definitiva, (um upgrade para o colecionador).

De modo justo, cabe dizer que posteriormente foi editada uma versão da The Godfathers Records (2011), um belíssimo pacote que inclui todas as noites da banda no Nassau Coliseum - "Tearing Down The Coliseum Wall" (*Godfather GRBOX05), mas a fonte do dia 28 é muito superior as demais, (neste caso, ainda prevalece esta versão da Sigma), além disso, é preciso ser realmente um colecionador dedicado, para desejar possuir um registro que inclua todas as noites. Os vídeos aqui no post contêm áudios desta gravação. Mais abaixo um vídeo oriundo da TCM anunciando The Wall em sua programação, e uma pequena crônica. Boa audição!



Don’t Leave Me Now


Pink Floyd
Your Favorite Disguise (Sigma 23)
Nassau Coliseum, Uniondale,
Long Island, NY
February 28th, 1980


Disc 1:

1. MC Intro
2. In The Flesh
3. The Thin Ice

4.Another Brick In The Wall Part 1
5. Happiest Days Of Our Lives
6. Another Brick In The Wall Part 2
7. Mother
8. Goodbye Blue Sky
9. Empty Spaces
10. What Shall We Do Now
11. Young Lust
12. One Of My Turns
13. Don’t Leave Me Now
14. Another Brick In The Wall Part 3
15. Goodbye Cruel World



Disc 2:

1. Hey You
2. Is There Anybody Out There?
3. Nobody Home
4. Vera
5. Bring The Boys Back Home
6. Comfortably Numb
7. The Show Must Go On
8. MC Intro
9. In The Flesh
10. Run Like Hell
11. Waiting For The Worms
12. Stop
13. The Trial
14. Outside The Wall




Hey You

FLAC
mediafire.CD1.pt1 - (195,53 MB)
mediafire.CD1.pt2 - (142,86 MB)
mediafire.CD2.pt1 - (183,18 MB)
mediafire.CD2.pt2 - (139,78 MB)
Mp3 - 320 Kbps - 48 kHz
mediafire.CD1 - (120,14 MB)
mediafire.CD2 - (113,45 MB)


Toda a mística do "The Wall"


As ideias mirabolantes criadas por "Roger Waters" para 'The Wall' foram tão surpreendentes que o universo da música acabou se tornando pequeno para o projeto. O icônico álbum ganhou sobrevida na década de 1980 nas telas do cinema com o lançamento do filme 'Pink Floyd - The Wall' (1982), que tem o complicado trabalho de traduzir em imagens o conceito do projeto.

Com direção de Alan Parker (que anos mais tarde estaria no comando do drama musical 'Evita', de 1996), o longa-metragem embarca fundo no conteúdo das canções que ditam o ritmo do roteiro - também elaborado por "Waters". Para acompanhar essa viagem de perto, os fãs poderão recordar esse clássico 'underground' na quarta-feira, às 22h, quando será exibido pelo canal fechado TCM.

Na busca por manter o clima original da obra, a trama se passa nos anos 1970 e acompanha os tormentos do rock star Pink, papel de Bob Geldof. Suas angústias pessoais fazem com que se afaste cada vez mais das pessoas, dando início à construção mental de um muro entre si e a sociedade. A fonte das enormes aflições do roqueiro é revelada aos poucos. 

As músicas do "Pink Floyd" embalam 'flashbacks' que retomam a infância sem o pai, o complicado momento na escola e desilusão amorosa com a antiga namorada. Entre cenas que valorizam detalhes, devaneios e a presença constante do caos nos cenários (seja em um quarto ou em um campo de batalha), talvez o momento mais lembrado fique por conta das crianças mascaradas cantando 'Another Brick in The Wall (Part 2)'.

Por Vinícius Castelli
Diário do Grande ABC

-----------------------------------

*Apenas para ilustrar, abaixo a arte de "Alex the Gnome" da edição da Godfather, um designer que eu acho que em seus trabalhos é genial:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *