.

.

20/02/14

Roger Waters - Memorial em homenagem ao seu pai falecido na Itália.



Em memória de Eric Fletcher Waters 

"Roger Waters" revelou um memorial na Itália para seu falecido pai, e outros soldados que morreram em uma batalha histórica durante a Segunda Guerra Mundial.

O memorial tem a forma de um obelisco de mármore rajado, recém-erguido na cidade de Aprilia, sul de Roma.

Às 11h30 em 18 de fevereiro de 1944, o tenente fuzileiro naval Eric Fletcher Waters foi morto pelos alemães em uma vala perto da cidade italiana de Aprilla. Eric estava lutando com companheiros do 8 º batalhão do exército britânico.



Roger Waters, Itália (2014)

Roger Waters, que iria torna-se uma clebridade no mundo inteiro através de seu sucesso com o "Pink Floyd", era apenas um bebê na época e nunca chegou a ver seu  pai.

Roger faria referências à seu falecido pai em álbuns como "The Wall" e "The Final Cut".

Roger Waters, Harry Schindler (2014)

"Passaram-se 70 anos desde o dia em que meu pai morreu aqui, e eu pude finalmente ao fim de uma jornada, descobrir o que realmente aconteceu com ele", disse o músico e compositor, após o cerimonial com a colocação de uma coroa de papoulas vermelhas ao pé da do monumento, ao lado de um capacete de aço britânico salpicado com buracos feito por estilhaços, recuperado do campo de batalha.

"Eu me sinto um enorme apego ao meu pai hoje. Estou muito feliz por estar aqui", disse ele, colocando a mão sobre seu coração.

Harry Shindler

Roger Waters descobriu apenas recentemente a verdadeira história do que aconteceu com seu pai, depois que Harry Shindler, um veterano, cidadão de Anzio na Itália, realizou uma pesquisa para traçar as últimas horas de batalha, usando relatórios da inteligência do período para elucidar o que aconteceu.

Relatório da Inteligência - Eric Waters 1944

Ele vasculhou diários de guerra e mapas militares arquivados no que é hoje o acervo do Regimento Real de Fuzileiros localizado na Torre de Londres, e descobriu a existência de um relatório da inteligência que descreve as últimas e desesperadoras horas da 'unidade Lt de Waters, além do local exato onde ele foi morto.

O monumento, que se encontra à beira de um bosque de oliveiras,  as palavras da canção "Two Suns in the Sunset", a faixa de encerramento do álbum do Pink Floyd "The Final Cut" dizem: "Cinzas e diamantes; O inimigo e o amigo; Éramos todos iguais no final"

Two Suns In The Sunset

No meu espelho retrovisor, o sol está baixando
Afundando atrás das pontes na estrada
E eu penso em todas as coisas boas
Que deixamos por fazer
E eu sofro premonições 
Confirmo suspeitas 
Do holocausto que está chegando 
O arame enferrujado que segura a rolha 
Que mantém a raiva dentro 
Se rompe 
E de repente, é dia novamente 
O sol está no leste 
Apesar do dia ter passado 
Dois sóis no pôr-do-sol 
Hmmmmmmmmmm 
Será que a raça humana está partindo? 
Como na hora em que o freio travou 
E você escorrega para debaixo do caminhão 
(Oh não!) 
Você congela os momentos no tempo com seu medo 
E você nunca mais ouvirá suas vozes 
(Pai, pai!) 
E você nunca mais verá seus rostos 
Você não tem mais o recurso da lei 
E enquanto o para-brisa derrete 
Minhas lágrimas evaporam 
Deixando apenas brasa à proteger 
Finalmente, eu entendi os sentimentos dos poucos 
Cinzas e diamantes 
O inimigo e o amigo 
Éramos todos iguais no final 
"...e agora o tempo. Amanhã será nublado com chuvas esparsas 
Espalhando-se do leste... Com uma alta esperada de 4.000 graus Celsius..."



Fonte: The Times, Inglaterra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *