.

.

10/05/11

Syd Barrett, Cambridge 2011 - Passeios especiais - Memórias de amigos pessoais de Syd




Seguindo os passos de Syd Barrett, passeios pela cidade de Cambridge baseados em relatos pessoais de seus amigos, e nos registros em muitos dos sites mais importantes ligados à vida e os tempos de Syd ao longo de seu percurso nas diversas bandas que esteve envolvido e que o levaram à Pink Floyd. O que parece fascinante e esclarecedor. Os anfitriões da turnê - amigos pessoais de Syd, cresceram com ele e partilham as suas próprias memórias dos dias de escola e do convívio com Syd, Roger Waters, David Gilmour, que viveram e trabalharam em Cambridge e que por isso associaram-se ao projeto, sendo  a parte fundamental de sua realização. Devido ao sucesso,  dado  o material reunido, decidiu-se na criação da mostra denominada "THREE special tours of Syd's Cambridge",  cujas datas de exibição em 2011 serão: 18 de junho, 16 de julho e 10 de setembro, respectivamente
Ainda, em respeito ao assunto, a mostra deste filme, abaixo relacionado em dois vídeos (Partes 1 e 2) e que foi inscrito no evento "2011 Peace On Earth Film Festival in Chicago", onde foi aclamado pelos organizadores deste festival de cinema. Do talentoso diretor Alexandros Papathanasiou que montou um curta-metragem intitulado 'Reflexões" Contracultura dos anos sessenta em Cambridge, cuja relevância se dá pelo fato da abordagem do tema ter se baseado no  período em que lá viveu Syd Barrett, que participou efetivamente neste processo de trânsito cultural.

"Reflexões" - Contracultura dos anos sessenta, em Cambridge - Parte 1

"Reflexões" - Contracultura dos anos sessenta, em Cambridge - Parte 2

O início dos anos 60 viu uma mudança social revolucionária no pós-guerra, na Grã-Bretanha. Já não eram os jovens deste país preparados para seguir cegamente as crenças e os ensinamentos de seus antepassados. Pelo contrário, com um novo senso de propósito, eles estavam lá para rasgar o "faça o que eu faço e você não vai estar muito errado ..." cultura que dominou as gerações anteriores. Eles começaram a questionar o que havia acontecido antes e, sem dúvidas o mais importante, queriam a palavra para pré-dizer o seu próprio futuro. Cambridge foi um pouco diferente com relação as demais cidades de porte semelhante - com sua mistura eclética de universidade, subúrbios, e as comunidades rurais - tornou tudo mais diversificado e interessante. Parecia uma mistura intensa de idéias livres, liberdade de expressão e livre circulação do que fazer e ir onde se queria. Roger Barrett não foi diferente de outros jovens naqueles dias. Obviamente, ele tinha suas próprias idéias, as escolhas eram intermináveis, mais do que influências novas e emocionantes que ele queria explorar, se tornou um gestor de idéias, fonte de inspiração à toda uma geração desde músicos famosos ao enorme contingente de adeptos do psicodelismo. Onde muitos o reconhecem, inclui-se a crítica especializada, o maior ícone que a história já conheceu.  
Esta pesquisa teve a colaboração de I-SpySydInCambridge em parceria com Brain Damage, e foi elaborada por aqueles que o conheceram durante esse período com  propósito de redescobrir alguns dos anos de ouro "Roger 'Syd' Barrett's 1960s Cambridge".





Um comentário:

  1. Se você foi o número 100 no meu blog, eu aqui no seu fui o número 51 (não acha uma boa idéia?)kkk
    bjs

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *