.

.

18/06/11

Roger Waters - The Wall Live In Madrid 2011 - Music & Review


Interessante abordagem  da TV espanhola sobre "The Wall" 
apologia e expectativa do show 
Quando Waters anunciou que ele estaria fazendo uma turnê da parede, ele postou as suas razões em seu site. Retrocedendo no tempo em 22 anos, e dizendo: "O que vem abaixo ou sobre o que sinto é para mim este dilema que não que calar: "Será que as tecnologias de comunicação em nossa cultura, servem para nos iluminar e nos ajudar a entender um ao outro melhor, ou será que vão nos enganar e nos manter separados?" 
Toda a música de Waters, mesmo a que remonta os primórdios do Pink Floyd, sempre lidou com as dificuldades inerentes à comunicação entre indivíduos, grupos e ou sociedades. "The Wall" , vive a história de uma estrela do rock que está com sua alma despedaçada pairando entre a realidade obscura e o mundo do além e tem exíguas possibilidades para reunir seus pedaços e voltar para sua mente em sã consciência do que gira em torno de si readaptando-se ao meio antes que morra para sempre, contudo fica claro que ele não vai conseguir sozinho em seu estado frágil e instável. Este mundo underground mental é usado como um florete, uma expressão plenária do ideal através dos opostos.

Na época, ele encenou a produção de Berlim de The Wall, em 1990, no site do muro de Berlim, entretanto ele realmente não obteve qualquer significado inteligível à sociedade na época. Mas essa turnê, explica ele, tem um significado mais concreto: 
Imagens do público ansioso ao redor e dentro 
do Palácio de los Desportes, ao delírio à Intro "In the Flesh"
"Levei muito tempo para superar os meus medos. De qualquer forma, nos anos seguintes ocorreu-me que talvez a história dos meus medos e perdas com seus resíduos iria conjugar-se concomitante com inevitável sentimento de vergonha do ridículo, à auto-punição, fornece uma alegoria para preocupações mais amplas:. Nacionalismo, racismo, sexismo, religião, O que for polêmico aos preceitos morais da sociedade! Todas estas questões e "ismos são movidos pelos mesmos medos que conduziram minha juventude ... Esta nova produção de The Wall é uma tentativa de expor algumas comparações, para iluminar a nossa situação atual, e é dedicado a todos os inocentes perdidos nos anos seguintes . " 
No programa The Wall é executado em sua totalidade da mesma forma como os shows ao vivo em 1980 e 1981.Que inclui "What Shall We Do Now?" E "The Last Few Bricks", ambos não são originais do álbum. Além disso, "One of My Turns", "Don’t Leave Me Now" e "Run Like Hell" são adaptadas a extensão vocal, o peso relativo e a coloração do timbre de Waters. 
Começa com uma introdução "Spartacus" ( mistura fatos históricos com ficção) levando a "In The Flesh". A primeira ruptura na narrativa ocorre depois de "Another Brick In The Wall Part 2". Waters diz ao público que "ontem tinha 29 anos e 328 dias" desde o última vez que ele tocou a parede em Londres. Um filme do show é apresentado e Waters canta junto com o filme onde os vocais são monitorados em paralelo " Um pobre e fodido Roger ao longo de todos esses anos" invoca o filme durante "Mother".
Ponto alto do show, naturalmente é "Comfortably Numb" GE Smith toca violão e o faz muito bem, mas a consagração em absoluto é algum inimaginável à sombra de David Gilmour.

O espetáculo é muito bem decorado com o motivo "The Wall" e várias fotografias do evento. Dada a qualidade do som, o nível de desempenho e o significado histórico, a reinvenção de uma obra de arte.





SETLIST: 
DVD1: 
01 - Intro 
02 - In The Flesh
03 - The Thin Ice
04 - Another Brick In The Wall Part 1
05 - The Happiest Days Of Our Lives
06 - Another Brick In The Wall Part 2
07 - Mother
08 - Goodbye Blue Sky
09 - Empty Spaces 
10 - What Shall We Do Now 
11 - Young Lust 
12 - One Of My Turns 
13 - Don't Leave Me Now
14 - Another Brick In The Wall Part 3 
15 - The Last Few Bricks 
16 - Goodbye Cruel World
DVD2: 
01 - Hey You
02 - Is There Anybody Out There
03 - Nobody Home

04 - Vera
05 - Bring The Boys Back Home
06 - Comfortably Numb
07 - The Show Must Go On
08 - In The Flesh
09 - Run Like Hell
10 - Waiting For The Worms
11 - Stop/The Trial
12 - Outside the Wall 

Palácio de los Desportes
Cover: megaupload.
Link: megaupload

 Roger Waters - Madrid Experimento (2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *