.

.

14/03/13

Bandas preparam shows para celebrar "The Dark Side"


Técnicas de estúdio utilizadas em 'The dark side of the moon', 
são alguns dos desafios para os grupos


Chevrolet Hall - Belo Horizonte 30 de junho 2012

Time


Interpretar as 10 canções do álbum 'The dark side of the moon' é um desafio para qualquer banda ou músico, principalmente para os que se propõem a covers do Pink Floyd. Até porque, na época das gravações, 'The dark side of the moon' incorporou as mais avançadas técnicas de estúdio, inovando em termos tecnológicos com o uso de sintetizadores e sons diferenciados como o looping de moedas caindo, pessoas gargalhando e batidas do coração. 

O vocalista e guitarrista da banda Pink Floyd Reunion (PFR), Marcelo Canaan, diz que para o músico o disco não traz mais dificuldades técnicas do que os demais do Pink, porém o grande desafio é replicar sua sonoridade única. “Eles utilizaram teclados e uma aparelhagem enorme, que é muito antiga e hoje praticamente não existe. Não é fácil reproduzir esse som nos tempos atuais, por isso fazemos um trabalho de pesquisa de áudio e de som muito grande para chegar nessa sonoridade. Parte dos equipamentos que usamos é importada da Inglaterra ou de colecionadores. A outra parte é de simuladores, computadores e aparelhos mais modernos”, revela Marcelo, que, junto com o PFR, tem show marcado para dia 16, no Stonehenge Rock Bar.


A mesma preocupação é esboçada pelo líder da Ummagumma The Brazilian Pink Floyd, Bruno Morais. O vocalista e guitarrista da banda – que tem como logomarca três primas, já que são de Três Pontas e prestam uma homenagem não só à terra natal como à capa do 'The dark side…'–, costuma se inspirar na frase dita por Roger Waters quando estava produzindo o disco: “Não tem nada de plástico nisso. É tudo guiado pela emoção”. “Estamos sempre buscando evoluir, tanto na parte musical quanto no visual dos shows. A sonoridade, os timbres, os efeitos sempre foram e ainda são uma das minhas maiores preocupações. Procuro me aproximar ao máximo do original. O desafio está em apresentar a mesma emoção presente no disco”, frisa. O Ummaguma também faz show no dia 16, no Palácio das Artes, que já está esgotado, como a procura têm sido muito grande, já está definido um "extra" para o dia 17 no mesmo local.

"O Mágico de Oz" 
Uma das várias lendas que envolvem o disco é sua relação com "O mágico de Oz". Quando o álbum é tocado simultaneamente com o filme, de 1939, ocorrem sincronizações entre as duas produções. O som da caixa registradora no princípio da faixa 'Money' aparece exatamente quando Dorothy (Judy Garland) pisa pela primeira vez na estrada dos tijolos amarelos; que é também o momento em que o filme passa de preto e branco para colorido. Há outras correspondências no disco. Os integrantes do Pink Floyd sempre afirmaram que tudo não passa de coincidência. “É como se o filme fosse um clipe ambientado exatamente para o disco. Este ano, aproveitando os 40 anos do álbum, vamos tocar o disco na íntegra em alguns shows e colocar um telão no palco exibindo O mágico de Oz”, revela Marcelo Canaan, vocalista e guitarrista da Pink Floyd Reunion.


Brain Damage - Eclipse
Pink Floyd Reunion (PFR)




UMMAGUMMA The Brazilian Pink Floyd


Evento: Show UMMAGUMMA The Brazilian Pink Floyd
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes
Data: 17 de março de 2013 - domingo 19 hs
Ingressos: Plateia I - R$80,00 (inteira) - R$40,00 (Meia)
Plateia II - R$70,00 (Inteira) - R$35,00 (Meia)
Plateia Superior - R$50,00 (Inteira) - R$25,00 (Meia)

À venda na Bilheteria do Palácio das Artes e pelo Ingresso.com
Classificação: 16 anos (Menores acompanhados de pais ou responsável)
Informações: (31) 9775-5998




Sábado dia 16/03, à banda The Black Moon se apresenta 
pela 1º vez na cidade de Mogi Guaçu no 'Profeta Pub Rock'.


A banda The Black Moon nasceu em 2011 fruto de um antigo sonho do músico (Guitarrista e Vocalista) André Dilio. Desde então a banda vem se destacando no cenário musical nacional e vem sendo considerada pelos fãs de Pink Floyd, o cover mais fiel do Brasil.

A The Black Moon tem a proposta de não ser apenas mais uma banda "Tributo ao Pink Floyd" no mercado nacional. O trabalho realizado é diferenciado, a alta fidelidade nas canções e a incrível semelhança dos membros na maneira de tocar fazem 'jus' a denominação "Pink Floyd Cover".

Nos shows da banda The Black Moon, você irá ouvir os solos marcantes que David Gilmour, criou com a mesma emoção e fidelidade que você ouve nos CD's e DVDs originais. André Dilio (Guitarrista e Vocalista) da banda The Black Moon destaca-se pela grande fidelidade na maneira de tocar e cantar, André é um grande conhecedor de toda carreira e equipamentos que David utilizou no Pink Floyd ao longo dos anos. São muitos anos de dedicação para reproduzir com perfeição as linhas de guitarra e vocal do grande David Gilmour, para levar aos seus ouvidos o melhor trabalho possível. Além disso, André conta com 3 músicos de altíssimo nível para que você saia dos shows da banda The Black Moon completamente satisfeito.

Alessandro Perê, tecladista e vocalista tem a incrível capacidade de reproduzir fielmente os sons dos teclados de Richard Wright e toda a sua maravilhosa contribuição que fizeram do Pink Floyd uma das maiores bandas do mundo. 'Perê' como é chamado carinhosamente pelos amigos, também tem a responsabilidade de fazer os vocais do gênio Roger Waters, sua voz é muito semelhante e ele é sempre muito aplaudido na hora da apresentação dos músicos aos fãs.

Guilherme Cervelle é responsável pelos graves. Seu estilo totalmente "Guy Pratt" impressiona pela fidelidade nas musicas. Influenciado por caras como Geddy Lee, Billy Sheehan, Guy Pratt, entre outras feras, executa com perfeição as fantásticas linhas de baixo do Pink Floyd. "Gui" possui todos os equipamentos necessários para reproduzir com perfeição os efeitos de baixo usados nos shows ao vivo do Pink Floyd.

Moisés Cossalter, Baterista da banda The Black Moon, cresceu ouvindo Pink Floyd e outras bandas de Rock Progressivo. Toca com muita suavidade e feeling, características mais marcantes de Nick Mason. Sua bateria completíssima tem possui todos os acessórios que Nick usou para criar os sons mais psicodélicos e fantásticos nas canções do Floyd.

Todos os músicos da banda The Black Moon possuem instrumentos musicais semelhantes aos utilizados pelo Pink Floyd ao longo dos anos. O repertório da banda tem aproximadamente 2:50hs e passa por várias fases da banda, clássicos do The Wall, Dark Side of The Moon, The Division Bell, Animals, Meddle, Wish You Were Here, entre outros fazem parte do set-list da banda.

A banda The Black Moon se apresenta nos melhores Pub's, Bares e Casas de Show do Brasil. Todo material disponível sobre a banda pode ser encontrado facilmente em seu site oficial que é www.pinkfloydcover.com.br


Fonte: The Black Moon: Pink Floyd Cover Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *