.

.

14/03/12

Alquin - Marks (1972) Remaster

 

"I Wish I Could"

"Alquin", fundado em 1971, tornou-se uma das bandas mais inovadoras do início dos anos 70 na cena progressiva holandesa. Juntos desde 1968, quando se denominavam, "Fear Threshold", em princípio uma banda estudantil, todos os membros do grupo estudaram na antiga Escola Técnica, (Delft University of Technology), na província de Zuid-Holland, quando ensaiavam nas dependências da tradicional associação de estudantes "Katholieke Studenten Vereniging Sanctus Virgilius", conhecida como "Virgiel", que fora fundada em 1898 no antigo Mosteiro Santa Bárbara, onde concentra várias atividades no campo da cultura, desporto e música, prestigiada até hoje em dia.

Ainda "Fear Threshold", em 1971 lança seu primeiro single. O grupo então ganhou estrada, turnês na Inglaterra, mais tarde Alemanha e França. Devido a boa repercussão, lhes foi oferecido um contrato de gravação com a Polydor. Ocasião em que a banda muda seu nome para "Alquin", mais assimilável, visando sua difusão internacional

O primeiro álbum é lançado em 1972, intitulado "Marks". Produzido por Hans van Oosterhout (produtor de "Supersister"), um dos melhores álbuns prog clássicos da Holanda. Sua atmosfera mescla inspirações em grupos expoentes como "Pink Floyd" "Camel", o próprio "Supersister", "Caravan" e "Soft Machine". 

"Alquin" sugere alquimia como uma agradável mistura de estilos musicais, proporcionando lúdica experiência de audição. O impressionante é sua diversidade, som excelente, dosado com entusiasmo e irreverência. 

Órgão e piano são o pano de fundo em sintonia à "jazzy sessions", violinos soberbos, guitarras melódicas, sax e flautas, executados por "Bakker", "Ottenhof" e "Tarenskeen" em perfeita harmonia. "Alquin" faz pouco uso de reverbs e ecos, traz à música tons da cena Canterbury, eventualmente. Bem como os metais que ocasionalmente, ensaiam algumas aspirações às raízes das "Big Bands" no melhor estilo New Orleans. 

A diversidade é excitante como progressivo de natureza experimental percorrendo linhas de jazz-rock, fluindo entre o pastoral e o melancólico, portando passagens psicodélicas, momentos líricos, humor sutil e nuances orientais.

A faixa predileta é "I Wish I Could", por semelhança ao excelso "Pink Floyd" em seu épico primordial, o clássico "Echoes". Contudo também reflete a marca de um grupo bem humorado, a canção á altura do 4º minuto, transforma-se numa balada de rara beleza, repleta de alma, fulgor e carisma,  interlúdios de flauta e um Hammond criativo, fluindo entre momentos pastorais e atmosféricos espaciais a moda "Rick Wakeman". Boa audição!


Oriental Journey 

Alquin
Style: Eclectic Prog
Country: Netherlands

Studio Album, released in 1972

Tracks Listing

1. Oriental Journey (4:22)
2. The Last You Could Do Is Send Me Some Flowers (2:25)
3. Soft Royce (6:57)
4. Mr. Barnum Jr's Magnificent & Fabulous City (5:36)
5. I Wish I Could (11:27)
6. You Always Can Change (3:04)
7. Marc's Occasional Showers (3:21)
8. Catharine's Wig (2:31)

Total Time: 40:17

Bonus track on remastered version
9. Hard Royce (2:40)

Line-up / Musicians


  • Hein Mars / bass, vocals
  • Paul Weststrate / drums, vocals
  • Dick Franssen / organ, piano, E-piano
  • Ronald Ottenhoff / saxophone, flute
  • Job Tarenskeen / vocals, saxophone, percussion
  • Ferdinand Bakker / guitar, piano, violin, ARP-synthesizer, vocals


Catharine's Wig 

35042
FLAC
rapidshare (302.25 MB)

Mp3 / 320 Kbps
narod.ru (100.03 МB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *