.

.

25/09/13

Robert Fripp anuncia o regresso do King Crimson

"O Monstro Carmesim de Sete Cabeças já está caminhado", escreveu Robert Fripp no seu diário online.

Através do diário que mantém no site http://www.dgmlive.com, Fripp fez saber que está trabalhando, com mais sete músicos, na volta do King Crimson. 

"Esta é uma formação muito diferente daquelas que adotamos anteriormente: sete músicos, sendo quatro ingleses e três americanos, com três bateristas. O Monstro Carmesim de Sete Cabeças já andando", escreveu Robert Fripp, ontem, no seu diário, atualizando a entrada do dia 5 de setembro. 

"A oitava encarnação do King Crimson contará com Gavin Harrison, Bill Rieflin, Tony Levin, Pat Mastelotto, Mel Collins, Jakko Jakszyk e Robert Fripp", foi entretanto adiantado no site da DGM Live. Até agora o único músico confirmado oficialmente foi Bill Rieflin.

Citando Robert Fripp, o site diz que "todos os Crims estão muito contentes por estarem de volta a atividade, mas vai demorar um ano até poderem atuar ao vivo". 

O baterista/guitarrista Bill Rieflin já atuou com o Ministry, R.E.M, e com o próprio Fripp no projeto "The Repercussions Of Angelic Behaviour", em 1999, que contou com Trey Gunn. 

King Crimson se apresentou pela última vez, em 2008. Desde então, Robert Fripp tem estado envolvido em batalhas legais com vários players da indústria da música, o último dos quais o Spotify

O Fripp confirmou o regresso da banda em 2014, citando como motivo a resolução de uma disputa legal com a sua editora. A mudança de regime da Universal Music Group criou, na opinião de Fripp, condições para voltar a escrever e atuar.

No ano passado, Fripp tinha explicado a anterior situação dizendo que “não conseguia se concentrar na música, por isso fez a escolha de deixar de lado a sua carreira musical para cuidar dos negócios”.

Robert Fripp“Voltando ao início do King Crimson, o boom de impulsos criativos veio de jovens que não sabendo o que estavam fazendo eram capazes de fazê-lo. O que mudou em 40 anos? É muito simples: 40 anos atrás havia uma economia de mercado. Hoje há uma sociedade de mercado, tudo, hoje em dia, incluindo a ética, tem um preço.”

A notícia do retorno de King Crimson à linha de frente, causou um impacto considerável na interwebs nas últimas 24 horas. Vários sites de música deram ênfase ao anúncio incluindo a Prog e o Uncut . Na Uncut Fripp é citado como dizendo: "A primeira apresentação terá lugar na América do Sul ou do Norte. Haverão ensaios principalmente na Inglaterra, e a último etapa dos ensaios provavelmente será nos Estados Unidos em agosto ou setembro de 2014.  Há um plano para incluir o Reino Unido em datas da turnê, mas isso depende de uma série de circunstâncias. Agora o foco geográfico primário são os Estados Unidos. "O peso de tantos acessos no DGMLive, fez o site entrar em colapso temporariamente. Felizmente, o guru em tecnologia, Eric Anderson, do DGMLive foi capaz de ressuscitar o site".

Esta reencarnação dos ícones do rock progressivo começará em 2014, mas Fripp diz que não haverá uma tour extensiva.

 photo RZ003-12-71_zpsd8e2f401-1_zps012bc2c2.jpg

New King Crimson Line-Up Confirmed
Posted by Sid Smith on Tue., Sep 24, 2013

NewsThe 8th incarnation of King Crimson will be Gavin Harrison, Bill Rieflin, Tony Levin, Pat Mastelotto, Mel Collins, Jakko Jakszyk and Robert Fripp. 

Writing on his (not yet published) dairy for September 24th Fripp notes "The Point Of Crim-Seeing was of a conventional Back Line – Gavin Harrison, Bill Rieflin, Tony Levin and Pat Matstelotto - reconfigured as the Front Line, with Mel Collins, Jakko Jakszyk and myself as Back Line."

Robert goes on "All the Crims have expressed great excitement at the return to Go! mode. Given the considerable commitments of all members, it will take a year before Crimson is able to perform." 

Bill Rieflin mentioned to me that he told Jacknife Lee (REM and Robbie Williams’ producer) of the triple drumming, and Jacknife’s reply: Of course. We know what two drummers sound like! I’m hoping we’ll find out, and have a pile of fun doing so." 

In his (not yet published) diary for September 7th Fripp begins "dear brother crims, we have one year to prepare for action of the savage variety, and be in Go! mode for september 2014… but essentially, King Crimson is in motion."

Robert expects that they’ll be rehearsing, in full and small group formations over that period.

Prog‘s reisdent Crimson expert Sid Smith commented: “You can never say never when it comes to Crimson and Robert Fripp. Many people assumed that after the last time the band played live in 2008 that Crimson would never play again. Certainly Fripp has documented many times on his diary the problems from within the music industry that have kept his attention away from playing music. Now those problems are in the process of being resolved it seems Robert is ready to strap on his guitar and make a racket, which sounds like good news to me!” Prog Magazine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *