.

.

12/03/12

Pink Floyd - More (1969) Japan Edition

Pink Floyd : © 1969 ''More''(Toshiba-EMI Records - 1st issue CP32-5273)

Cymbaline 

O Pink Floyd ainda estava tentando se organizar após a saída de "Barrett", quando recebeu um convite do diretor Barbet Schroeder para participar da trilha-sonora de um filme que ia dirigir.

Essa seria a segunda experiência da banda com trilhas-sonoras, já que em 1967 haviam feito as músicas de Tonight! Let's All Make Love in London e também do filme The Committee, em 1968, que trazia a inédita "Careful with That Axe, Eugene". A banda aceitou prontamente o convite.

Foi o primeiro trabalho de Shroeder como diretor. Sobre a gravação do álbum, segundo "Roger Waters", a trilha sonora foi um tipo de “favor pessoal”. As canções foram gravadas em apenas uma semana durante o mês de março de 1969, na mesma época em que "Ummagumma" estava sendo produzido (a banda interrompeu a gravação de "Ummagumma" por alguns dias para trabalhar no álbum More).

O filme conta a história de uma estudante alemã que vai para Ibiza e que se envolve com drogas, especialmente a heroína. O filme não faz muito sucesso e, segundo David Gilmour, o diretor Schroeder, que mesmo conhecendo bem a língua inglesa, fez um roteiro sem força, usando gírias fora de contexto e de forma errônea.

O filme fez sua estréia no Festival Internacional de Cannes, em 13 de maio de 1969, e a trilha-sonora foi lançada em junho. Uma curiosidade: duas músicas que aparecem no filme compostas  pela banda não constam no disco: "Seabird" e "Hollywood".



Green Is The Colour 




Pink Floyd 
''More'' 1969
(Toshiba-EMI Records - 1st issue CP32-5273)


Cirrus Minor é uma música com um clima onírico. Inicia-se com cantos de pássaros que se prolongam durante o primeiro minuto. Os primeiros acordes de violão começam a ecoar e a voz agradável de David Gilmour pronuncia os primeiros versos. No último verso a voz parece se distanciar para dar lugar ao órgão de Richard Wright que constrói um ambiente celestial. Os pássaros voltam a cantar no final. 

The Nile Song é a canção que fala sobre o dia em que Stefan conheceu Estelle. É uma composição bem pesada.

Crying Song  passa uma sensação de angústia, principalmente o triste solo de guitarra no final. É uma canção essencialmente acústica, acompanhada por teclado e contra-baixo. 

Up The Khyber é basicamente um solo de bateria de "Nick Mason" com algumas passagens de teclado de "Rick Wright". “Khyber” é uma passagem que liga o Afeganistão ao Paquistão. Nota-se que o Afeganistão é o maior produtor de ópio do mundo (matéria-prima da heroína) sendo que filme conta a história de viciados em heroína. 

Green Is The Colour é uma belíssima música acústica, contando com a participação da mulher de "Nick Manson" na época, "Lindy Mason", nas passagens de flauta. Com quase três minutos de duração, considero-a a melhor música do disco. A voz de "David Gilmour" é um dos destaques, assim como o maravilhoso piano de "Wright". 

Outro grande destaque do disco é Cymbaline, cantada por "David Gilmour". No filme essa canção é cantada por "Roger Waters" e o verso “Will the tightrope reach the end? Will the final couplet rhyme?” (coincidentemente ou propositalmente o último verso não rima) é substituído por “Standing by with a book in his hand/It’s an easy word to rhyme”. A atmosfera criada pela música é poeticamente obscura , como já era de se esperar em um filme com um tema sombrio. 

Party Sequence é uma música percussiva pontuada em alguns trechos por flauta. 

Main Theme têm ênfase nos teclados de Rick Wright. Em alguns momentos uma guitarra com slide se incorpora à música. Somando tudo a bateria de Mason, tem-se uma canção agradável com um clima oriental. 

Ibiza Bar é uma espécie de irmã gêmea bivitelina da canção The Nile Song, porém contém uma sonoridade cristalina. 

More Blues, tornou-se conhecida como uma rara composição de Blues da banda e ao vivo iria se tornar uma grande atração. 

Quicksilver é composta por teclados envolta num ambiente fúnebre, de suspense. 

Spanish Piece é uma canção curta, tocada à moda espanhola (música flamenca). Há algumas frases ditas quase inaudíveis: 

Pass the tequila, Manuel
(glug, snort)
Listen, gringo, laugh at my lisp and I kill you
I think
This Spanish music
It sets my soul on fire
Lovely seniorita
Your eyes are like stars
Your teeth are like pearls
Your ruby lips 

Outra curiosidade: Na versão para o filme, um bandolim é tocado em A Spanish Piece (a única vez que a banda utilizou o instrumento). 

E finalmente Dramatic Theme encerra o álbum. Contra-baixo em destaque, com solos de guitarra e os pratos da bateria pontuando toda a canção. 

Seabirds, omitida do álbum, trata-se de uma canção com uma bela melodia. Eis a letra:

Mighty waves come crashing down
The spray is lashing high into the eagle’s eye
Shrieking as it cuts the devil wind, is calling sailors to the deep
But I can hear the sound of seabirds in my ear
And I can see you smile
Surf is high an’ the sea is awash
an' a haze of candy floss, glitter and beads
Rock that we sat on and watched in the sun
That was hot to the touch
And the sea was an emerald green
I can hear the sound of seabirds in my ear
And I can see you smile
Surf comes rushing up the beach
Now will it reach the castle wall and will it fall
Catfish dappled silver flashing
Dogfish puffing bubbles in my deep 

Nos Estados Unidos, o disco foi chamado apenas de "More" e no Reino Unido teve títulos diferentes.

A edição da EMI chamou o disco de "Soundtrack from the Film More", mas quando saiu apenas pela Harvest (uma subsidiária) o nome era "Original Motion Picture More - Played and Composed by The Pink Floyd".

O disco ficou em 9º no Reino Unido, mas apenas em 153ª posição nos EUA. Apenas duas músicas do LP acabaram entrando em uma futura coletânea do grupo, "Cirrus Minor" e "The Nile Song", presentes em "Relics", lançada em 1971.

Logo após o lançamento, "Pink Floyd" se tranca novamente em estúdio para lançar um novo disco autoral. Para muitos, "Ummagumma" - uma gíria de Cambridge para designar relação sexual - não pode ser considerado um disco do grupo, já que cada membro escreveu um tema próprio no lado "de estúdio", por sugestão do tecladista "Richard Wright".

"Esse não é um disco do grupo. O lado ao vivo soa, hoje em dia, incrivelmente antiquado, embora o show do "Pink Floyd" no Mothers, em Birmigham tenha sido considerado um grande evento. Estávamos procurando uma maneira de montar um novo disco e a EMI era muito mesquinha nessa época e não tínhamos muitos recursos", relembra "Nick Mason".

O mais apavorado de todos era "Gilmour". Ele confessou que ficou tenso com a idéia, pois jamais havia escrito uma canção e não tinha idéia do que usar nas letras. "Liguei para Roger e pedi para me ajudar. Ele disse 'não' e desligou."

More marca o início da procura da banda por uma identidade própria e o início do domínio criativo de "Roger Waters". O "Pink Floyd" ainda gravaria mais duas trilhas sonoras: algumas músicas para o filme "Zabriskie Point" de Michelangelo Antonioni e a trilha do filme "La Valeé" do próprio Barbet Schroeder, intitulada "Obscured By Clouds". Com certeza... Boa audição!


Tracklist:
  1. Cirrus Minor[05:12]
  2. The Nile Song[03:22]
  3. Crying Song[03:31]
  4. Up The Khyber[02:10]
  5. Green Is The Colour[02:55]
  6. Cymbaline[04:46]
  7. Party Sequenee[01:07]
  8. Main Theme[05:28]
  9. Ibiza Bar[03:13]
  10. More Blues[02:12]
  11. Quicksilver[07:07]
  12. A Spanish Piece[01:02]
  13. Dramatic Theme[02:16] 


Cirrus Minor 

FLAC (221.5 MB)
 
Ifolder1 (100 MB)
Ifolder2 (100 MB)
ifolder.ru3 (21.5 MB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

David Gilmour


Por gentileza informe links quebrados - Please report broken links

Nome

E-mail *

Mensagem *